Pão (vegano, sem glúten, sem leite)

005b

A receita de hoje é de pão vegano! Não contém glúten, leite, ovo, soja, e é uma delícia. Esse foi o primeiro pão que nós fizemos e continua sendo um dos meus favoritos. A receita foi adaptada desse blog, que, aliás, tem diversas receitas muito bacanas!

O sabor desse pão é incrível, ele me lembra um pouco do pão francês – depois de meses sem comer glúten e se você imaginar beeeem, até fica um pouco parecido mesmo. O único porém é a consistência. Nos primeiros dias é perfeito, macio e fofinho. Depois ele já começa a ressacar muito, bem comum acontecer em pães sem glúten e que não possuem aquele monte de produto industrializado para os manter fofos e macios por um tempão. Mas para isso tenho uma dica bem simples: basta esquentá-lo no micro-ondas ou na sanduicheira que ele volta a ficar fofinho como se tivesse acabado de sair do forno.

Ingredientes

020b

4 xícaras de farinha de arroz

2 xícara de fécula de batata

1 xícara de polvilho doce

4 colheres (sopa) de amido de milho

4 colheres (sopa) de fubá

2 colheres (café) de goma xantana

2 colheres (sopa) de açúcar

Sal a gosto

1/2 de xícara de óleo

4 colheres (café) de vinagre de maçã

2 colheres (sopa) de fermento em pó biológico

De 4 a 5 xícaras de água morna

Modo de fazer

Em uma vasilha, misture (usamos a batedeira para facilitar) todos os ingredientes, começando pelos secos e, ao final, adicione aos poucos a água. Deixe a massa na vasilha e a coloque em lugar abafado por 30 minutos para crescer, isso fará com que a massa dobre de tamanho. Novamente com a batedeira, mexa bem a massa por completo. Nesse processo, a massa vai diminuir, mas é normal. Em seguida, coloque nas fôrmas de pão, untadas com óleo, e leve ao forno, já preaquecido, a 250o C até que o pão comece a crescer, aí abaixe a temperatura para 18o C e deixe assando (faça o teste do palito, que deve sair limpinho, no nosso forno levar cerca de 90 minutos – sim, demora porque tem de assar bem devagar e numa temperatura baixinha).

007b

No vídeo mostramos com bastante detalhe como fazer a receita, confiram:

Beijos, Letícia e Regina.

Anúncios

103 comentários sobre “Pão (vegano, sem glúten, sem leite)

  1. Pingback: Bife de hambúrguer de carne | SOS Intolerante

  2. Olá, muito interessante essa receita, vou fazer.
    Nunca comi pão sem gluten, leite e ovos, mas mesmo assim quero provar, saber gosto e textura.
    Apenas vou dividir a receita por 3, pois essa original é muito grande, rende muito.
    Depois conto no que deu.
    Obrigada por divulgarem.

    Curtir

    • Oi, Marrye! Depois nos conta o que você achou.
      A textura é meio estranha, se você nunca comeu esse tipo de pão vais estranhar. O pão logo fica mais ressecado e durinho, por isso dei a dica de sempre esquentar antes de comer. Mas o sabor é muito bom, de todos os pão que já comi, esse é o mais saboroso. Vale a pena 🙂
      Beijão

      Curtir

  3. Olá, estava procurando uma receita de pao sem gluten mas que tivesse video pra eu ver a consitencia da massa. Eu poderia usa-la como padrao e no caso de querer alguns sabores acresentar outros ingredientes? Como azeitona, graos, etc. obrigada!

    Curtir

    • Oi, Márcia. Pode sim! Com grãos fica beeeem bom, manjericão, pesto etc. Com azeitona nunca fiz, acho que tens de picar para não pesar muito. Mas deve ficar uma delícia. Se fizer conta pra gente 🙂 Beijão

      Curtir

    • Olá Leticia, obrigada pela resposta. Mas tenho mais uma duvida, dizem que é necessario o açucar para reagir com o fermento, mas no caso de pessoa com diabetes, pode-se usar o adoçante ou até mesmo tirar o açucar e nao usar nada? Obrigadaa!

      Curtir

      • Nós nunca testamos sem açúcar, então não posso te afirmar com toda certeza de que vai dar certo. Mas tenta com aquele adoçante culinário, sabe? Específico para receitas como bolo e pão, acredito que com aquele há mais chances de dar certo. Se testares, conta para a gente como ficou 🙂 Mas logo, logo teremos novas receitas de pão. Beijos!

        Curtir

    • Carina, isso acontece conosco quando temos problema com a temperatura. As massas sem glúten são bem sensíveis, então se a temperatura não for precisa, elas podem desandar. Quando for deixar o pão crescer, o lugar deve ser bem abafado, quentinho. E depois ao assar, o forno deve estar em 250 graus e já preaquecido. Essa massa de pão é a mais gostosa, mas ela é mesmo sensível. Em breve lançaremos novas receitas de pão bem mais fáceis, só não podemos ainda filmar para o blog porque nosso forno estragou 😦 Mas fica de olho pelo blog ou pelas redes sociais que logo tem receita nova de pão sem glúten, sem leite e sem ovo.
      Beijão

      Curtir

      • Letícia, o meu pão cresceu bem na primeira vez e acho que se eu tivesse colocado para assar teria dado certo, mais depois que bati novamente pronto! nunca mais cresceu e qdo assou ficou como te falei um grude duro igual um pau.

        Curtir

      • Carina, será que você não esquentou demais a água? Os “bichos” que levedam o fermento biológico não sobrevivem a altas temperaturas, por isso a água tem de ser morninha. Talvez por isso o fermento não teve o efeito desejado e não tenha crescido o suficiente.
        Uma pena, esse pão é tão bom 😦

        Curtir

      • Olá, fiz o pão ,porém não entendi muito bem o fato de não colocar para crescer novamente antes de ir ao forno,acho que estou fazendo errado .Por favor me dê a explicação quanto a essa dúvida.

        Curtir

      • Oi, Idelvani. Isso mesmo, você deixa crescer, bate e leva a assar. Não precisa deixar crescer novamente. Alguns pães veganos e sem glúten têm esse processo diferente mesmo. Beijos

        Curtir

  4. olá! Fiz essa receita e a quantidade de agua da receita,pois coloquei o mencionado na receita e a massa não ficou tão liquida como a do video.Ficou bem pegajosa e dura,o resultado do pão foi boa assim que tira do forno,mas em duas horas ele fica um tijolo.rsrs…

    Curtir

    • Oi, Marcia. Talvez você tenha colocado um pouco mais de farinha ou um pouco menos de água. A massa fica mais líquida mesmo, quem sabe na próxima tenta colocar mais água se ela ficar pegajosa. Aqui ele começa a ficar duro, aquele aspecto de pão sem glúten mesmo, lá pelo segundo ou terceiro dia. O que faço é esquentar no micro-ondas ou na sanduicheira, aí volta a ficar macio, uma delícia. Usa essa dica que funciona, eu faço com todos os meus pães sem glúten, mesmo os industrializados (que vai um monte de porcaria, mesmo assim ficam tijolos depois de alguns dias). Beijão

      Curtir

      • Olá, eu fiz a receita mas nao deu certo 😦 mas n eh culpa da receita pq tentei outra e aconteceu a msm coisa. O meu pao cresce bem antes de ir pro forno, mas depois de uns 15 min assando ele forma uma casca por cima mas no meio fica oco e a massa ainda mole mais por baixo. Nao sei o q ta havendo, coloco exatamente as medidas indicadas e bato o tempo indicado tb, contados no relogio. Fiz o primeiro com a temperatura do forno mais baixa, o segundo mais alta e todos acontecem a msm coisa. Vc tem alguma ideia do q pode ser? Me ajude se souber por favor . Mto obrigada. Bjs

        Curtir

      • Entao eu coloquei certinho as quantidades, sera q a farinha pode estar estragada? Eh tao dificil descobrir o q acontece ne. Mas obrigada pela ajuda

        Curtir

      • Márcia, isso aconteceu algumas vezes com a minha mãe, testamos de tudo, mas descobrimos que o forno estava com problema no termostato, por isso a temperatura não ficava constante, então estragava o pão. O forno assava bolos e outras coisas, mas como esse pão é muito sensível, precisa de valores bem precisos, com o problema do forno acabou não dando certo. Acontecia exatamente a mesma coisa: pão crescia, parecia que daria tudo certo, mas depois quando íamos ver ele ficava com a casca e oco por dentro. O que gerou isso aqui no nosso caso foi um problema no forno mesmo. 😦 Se não for seu forno, pode ser que seja o fermento, às vezes ele está na validade, mas não veio muito bom.

        Curtir

  5. Letícia, tenho mais uma perguntinha. Rs. Depois da massa descansar, qual a finalidade de bater (sovar) novamente. Isso é uma particularidade apenas dessa receita ou necessita fazer isso sempre em qquer receita? Obrigada.

    Curtir

    • Oi, Márcia. Imagina, pode mandar quantas dúvidas você tiver, fica à vontade para escrever, tá? Sem problema nenhum, estamos aqui para compartilhar dicas mesmo. 🙂 Alguns pães precisam do processo de sovar para que fiquem fofinhos e cresçam, essa receita também pede esse processo para que o pão não fique duro demais ou “emborrachado”. Esse processo varia de receita para receita. Beijos

      Curtir

      • Mto obrigada pela sua simpatia e paciência. Eu estava em duvida qto ao forno pois ele assava bolos perfeitamente mas agora vc falando que isso acontecia com o da sua mae, talvez possa ser isso tb, ou a massa esteja com exesso de fermento pq qdo fica pra descansar da um aspecto de esponja sabe? Amamha vou testar no forno da minha mae mas confesso que estou ate com medo. Rsrs. Eh tao ruim a gente fazer com tanto carinho e dpois ter q jogar fora :-(. Obrigada novamente. Bjinhos!!

        Curtir

      • De nada, Marcia. Pode continuar perguntando à vontade. Isso, testa na casa da sua mãe e mede bem direitinho o fermento para garantir que tudo saia perfeitamente. Siiim, dá maior dó jogar fora o nosso pãozinho, que tristeza. Mas quando dá errado a gente transforma em farinha de rosca, já tem a receita aqui no blog, assim não precisamos jogar fora e usamos em muitas outras receitas. Faz isso, assim você não desperdiça pão 😉
        Boa sorte na próxima tentativa, depois conta se deu certo 🙂 Beijão

        Curtir

  6. Ola!!!
    Fiquei super feliz de encontrar uma receita de pão sem glúten…mas fiz e ele ficou estranho demais, na hora que estava assando ele ficou lindo, com uma casca maravilhosa, ai depois que acreditei já ter terminado de assar quando tirei do forno ele estava uma borracha por dentro fiquei tão triste, mas sou persistente e logo fui fazer outro, ele esta descansando agora e logo mais vou assa-lo. A casca do que estragou ficou uma delicia, fico imaginando se ele desse certo a maravilha que não ficaria…mas fazer o que né. Logo mais vou postar se deu ou não certo esse outro que estou fazendo novamente. Torce por mim. Bjus

    Curtir

    • Oi, Iva! Conosco já aconteceu a mesma coisa, pode ser pela temperatura da água, ela tem de ser bem morna mesmo, nada quente nem fria. Os “bichos” que levedam o fermento biológico não sobrevivem a altas temperaturas, por isso a água tem de ser morninha. Talvez por isso o fermento não teve o efeito desejado e não tenha crescido o suficiente. Ah, quando o nosso pão dá errado, nós o transformamos em farinha de rosca, assim não desperdiçamos nada. O sabor é incrível, né? Bom demais!!! Vou torcer para que tenha dado certo seu pão. Em breve colocarei outra receita de pão sem glúten muitoooo deliciosa também.
      Beijão

      Curtir

  7. fiz igual a receita e tudo correu bem, agora a ideia de 90 min com forno em 250!!! parece uma loucura, meu forno mostra a temperatura e quando estava com 15 min, ja estava torrado!!!
    fiz novamente com temperatura de 150g e quando estava com 40 min olhei de fora do forno, e advinha?? ja estava uma casca de fora e dentro cru… e agora?? o que fazer?? vcs mandam deixar 90 min.. teria virado um torresmo… tem alguma coisa errada nesse tempo e temperatura não??

    Curtir

    • Edna, vai variar mesmo de forno para forno. Aqui nos nossos (temos dois e já fizemos em ambos), demora muuuuuuito. Talvez por serem mais antigos. Demora mesmo, 90 minutos. Mas você vai cuidando de acordo com o seu forno pra ver qual temperatura fica adequada. Nós deixamos em 250 graus e quando ele crescer diminuímos para 180graus, como dissemos no vídeo. Mas se o seu forno for muito potente, asse desde o início numa temperatura menor mesmo.
      Beijos

      Curtir

      • Desculpa esse meu comentário aí em cima, realmente ficamos chateados quando a receita dar errado e tinha acabado de fazer pela segunda vez e dado errado… :/ estava danada.. rsrsrsrsr
        vou tentar com forno mais fraco novamente…
        um abraço.

        Curtir

      • Oi, Edna, imagina. A gente entende, já xingamos muitas receitas porque não dava certo de jeito nenhum! rsrsrsrsrs Esse pão é o mais sensível de todos, se o dia estiver frio já dificulta, muita umidade, etc. Ele é saborosíssimo, mas super sensível. Você viu a receita de pão de forma? Esta aqui: https://sosintolerante.wordpress.com/2014/11/24/pao-de-forma-sem-gluten-sem-leite-sem-ovo-vegano/ Esse pão não é tão sensível, tem menos chances de dar errado. Estamos com mais receitas que criamos para testar. Assim que passar a correria no trabalho teremos pães deliciosos para compartilhar com vocês, nas férias vamos fazer muitas coisas bacanas. 🙂
        Beijão

        Curtir

    • Oi, Lilia. Nunca fizemos esse pão sem a goma xantana, acho que não ficaria igual, pois ela dá a liga, fazendo o papel do glúten. Deixa o pão mais macio, fofinho e o faz ficar na textura adequada. Faz o papel que o glúten faria.
      Beijos

      Curtir

  8. oi hj foi o primeiro dia que fis ficou muito bom, eu ja tinha tentado varias receitas e não crescia ficava duro, essa ficou ótima. Shirlei

    Curtir

  9. Olá! Sobre a textura do pão, você podia confirmar pra mim se eu acertei? O meu ficou parecendo com um pão de queijo, todo furadinho e um pouco úmido. Nunca tinha feito antes, então estou sem saber se é assim mesmo ou se ele embatumou! Obrigada!

    Curtir

    • Oi, Alvina, ele fica bem fofinho e macio, e também meio furadinho sim, mas não tem aparência de pão de queijo, ele nao fica com a consistência “borrachenta” do pão de queijo, ele chega a ser até meio quebradiço. Acho que o seu deu quaaaase certo, chegou bem perto. Esse pão fica igualzinho ao que tá na foto mesmo. Beijos

      Curtir

      • Eu me expressei mal quando disse pão de queijo, na verdade fica parecendo um pouco “engomado” mas não pão de queijo. Enquanto um pão com farinha com glúten fica com o miolo bem unido, seco e ligado, o pão sem glúten fica parecendo um pouco com uma goma mesmo? Desculpe a insistência, estou aprendendo, tudo é muita novidade pra mim 🙂

        Curtir

      • Alvina, ele fica um pouco com aspecto de goma, mas bem pouco mesmo. No primeiro dia ele fica quase igual ao pão com glúten, depois ele resseca um pouco. Ele não fica tão soltinho como o pão com glúten. Acho que você fez ele correto sim, talvez possa ter ficado um pouco mais engomado que o nosso, mas pela sua descrição ficou bem perto.
        Imagina, mande as suas dúvidas sempre que tiver, não é problema nenhum, pode mandar. Estamos aqui para tentar ajudar. Escreva sempre!!! 🙂
        Beijo grande

        Curtir

  10. Pela segunda vez esta receita não deu certo. Acho que o modo de preparo está errado. Não seria: deixar crescer, bater 3 minutos, e deixar crescer novamente antes de ir ao forno?
    Porque no forno é que ele não cresce, pois não glúten para se desenvolver. E outra coisa 90 minutos um pão…
    Por favor qual a receita certa, pois há muitos comentários negativos e se isso acontece alguma coisa está errada. Falta alguma orientação melhor…
    Fico triste quando alguém posta uma receita, mas parece que falta alguma coisa, e ninguém consegue acertar só a autora…

    Curtir

    • Maria, o processo é esse. Jamais colocaríamos algo aqui para dar errado ou enganaríamos você colocando uma receita errada. Muitas pessoas já fizeram e conseguiram, inclusive mandaram fotos lindas do pão. Essa receita é bem sensível, qualquer mudancinha ela sofre, porém fazemos sempre dessa forma mesmo. Não estamos aqui para enganar ninguém, não ganhamos dinheiro nenhum com blog, não postamos nada aqui por remuneração. Fazemos tudo de graça, pagamos tudo do nosso bolso e fazemos com muito amor para compartilhar com quem também precisa desse tipo de alimento. Uma pena que você pense assim e tenha escrito esse comentário. Eu mesma já tentei fazer DIVERSAS receitas de outros blogs e não consegui, tem que insistir e tentar. Já estou, por exemplo, na quarta tentativa de doce de leite vegano e nunca dá 100% certo, mas a cada vez chego mais perto da receita da autora do blog. A prática conta muito, a gente vai pegando o jeitinho e uma hora sai.

      Curtir

    • Obg Letícia, por esclarecer ,estava com dúvida porque sempre fiz pão de trigo,agora estou procurando fazer os que não contém glúten por isso fico insegura.Gostei do pão

      Curtir

  11. Acabei de tirar o meu de forno. Ficou bom mas muito claro. Fiquei com medi de deixar muito tempo no forno e ressecar. Então ficou branco. Como deram 2 pães grandes, eu posso congelar?

    Curtir

  12. Amei a receita, o pão cria até crostinha. O video ajudou bastante, pois para ficar com a consistência mostrada no vídeo tive que acrescentar mais água, mas a receita deu certo (já fiz duas vezes). O rendimento foi menor, toda vez que faço receitas sem glúten, a preparação não cresce ou cresce muito pouco, então eu deixo preencho a forma, deixando apenas uns 2 cm para a preparação tomar conta.
    Amei o site, obrigada por compartilhar!

    Curtir

  13. Oi Letícia,
    Boa tarde!
    Fiz o pão na semana passada ficou maravilhoso!
    Essa semana resolvi colocar alguns grãos como semente de girassol, linhaça e gergelim e um outro de salsa seca e alho desidratado, o pão não ficou legal ficou com aspecto de cru por dentro.
    Acha que as sementes podem ter influenciado no resultado?
    Obrigada

    Curtir

  14. Puxa! O meu passou perto de dar certinho. … nao assei tempo o suficiente, entao ficou meio cru e solou uma partesinha. Mas amanhã eu tento de novo!
    Gostaria de agradecer por compartilhar tuas receitas! Grande abraço
    “Melhor é dar do que receber” … atos 20:35

    Curtir

  15. Letícia, você já tentou fazer com farinha de arroz integral? Será que da certo?
    Como você disse que a receita é bem sensível, fico com medo de tentar!!
    Obrigada! =)

    Curtir

      • Obrigada, Letícia!!
        Vou criar coragem e testar!! Depois te falo!!
        Sempre uso farinha de arroz integral nos meus pães (nem tenho a branca em casa) e acho que ficam gostosos!!

        Curtir

  16. São essas quantidades mesmo,a minha massa ficou tão dura que nem a batedeira bateu,ainda não sei como vai ficar o resultado final,mas só pela massa já vi que não deu certo,
    será que foi pelo fato de ter colocado vinagre de arroz ao invés de maçã?

    Curtir

  17. Oi, meninas! Fiz o pão, com a receita dividida por 2, para testar uma quantidade menor. Coloquei metade da massa numa fôrma de “cupcake” e a outra metade numa forma de bolo inglês. Eu havia lido a receita e também assistido ao vídeo (aliás, muito bem feito! Parabéns!) As duas fôrmas couberam muito bem no meu forno, uma do lado da outra. Quero compartilhar um sucesso e um insucesso – pois vejo tudo como uma contribuição para todos nós. Portanto, pasmem, eu havia “copiado e colado” a receita do “blog” e a estava executando, passo a passo, muito atenta. Eu até achei que 250º por 90 minutos era muito tempo e fui lá conferir no texto. Mas (para o meu “azar”) naquela parte escrita só consta mesmo a temperatura a 250º, por 90 minutos e ponto! Eu me lembrava de ter lido ou visto alguma instrução para baixar a temperatura num determinado momento. Então, fui novamente conferir no texto, mas não tive confirmação de minha suspeita. Achei que eu estivesse enganada, que fosse parte de outra receita que eu havia lido anteriormente. Foi onde eu errei. Pois esta instrução está no vídeo!! Hahaha!! Passados 60 minutos senti um cheirinho de queimado. Corri lá na cozinha e retirei os “cupcakes” torradinhos… até demais!! Ah! Que pena! Mas, felizmente, consegui salvar o pão da outra fôrma. Ficou ligeiramente branquinho em cima e meio “craquelado”, mas com uma casquinha deliciosa tanto por cima como por baixo. Considero um sucesso, pois, mesmo tendo o miolo ficado ligeiramente parecido com um pão de queijo, (sou mineira, hein!! e adoro!) ele tem algo adorável do pão francês. Amei!! Super saboroso (eu usei açúcar demerara e flor de sal rosa! Humm!!). Excelente substituto do famoso “pão de padaria” (lotado de glúten e produtos químicos! Cruzes!), porém, sem comparação no ganho que temos em saúde, nutrição e sabor!! E acabo de ler nos comentários que pode ser congelado! Uau! Melhor ainda! Ah! Os meus “cupcakes, moreninhos vão virar farinha torrada!! “…Nada se perde, tudo se transforma”! Portanto, minhas queridas… muito obrigada pelo aprendizado! Foi gratificante! Vou continuar seguindo o “blog”, que é ótimo! Sigam em frente! Vocês são um espetáculo!! Um beijão para vocês!

    Curtir

    • Eba, que bom saber que você gostou! Esse é o meu pão favorito, ele é o único que me faz pensar que estou comendo pão francês. Delicioso!!! Bem lembrado, no texto do blog não colocamos para baixar a temperatura, vou arrumar!
      Obrigada pelo seu comentário!!! Beijos mil

      Curtir

  18. Descobri recentemente que tenho intolerância tanto ao glúten quanto a lactose (depois de anos de sofrimento!) então, vcs caíram do céu para mim com essas receitas, pois estava ficando muito triste com a carência de produtos aqui onde resido. Muito obrigada! De agora em diante, eu mesma farei meu alimento. Um beijo!

    Curtir

  19. Ola meus netinhos Sao intolerantes a glutem e lactose, tented fazer a sua receita, mas meu pao ficou mt duro e seco, oq pode ter acontecido? Tenho feito bolos de cenoura e de tuba mais tbm ficam secos. Me da uma dica pra melhor meus paes e bolos por favor… Obrigada bjs

    Curtir

    • Talvez esteja faltando mais gordura em suas receitas. Ou mais líquido na massa, seja água, leite ou gordura. Mas lembra que as massas sem glúten são um pouco mais sacas que as normais. Abraços

      Curtir

  20. Olá !!! Gostaria de fazer este pão com os ingredientes para uma forma de pão apenas. Gostaria que vcs me ajudassem com as quantidades. Aguardo resposta e desde já mto obrigada!!!

    Curtir

  21. gente n usem água morna na receita, trabalho com pães e sei do que estou falando, não usem água morna e sim água gelada na receita, pois durante o processo de sovar a massa existe fricção e esse atrito gera calor, e se aquecer muito a massa ela vai ficar pegajosa e mole..

    Curtir

  22. Ola vou fazer este pão hoje, e estou muitoo empolgada, espero que de certo, fui comprar goma xantana e não encontrei, mas o vendedor, disse que o agar-agar tem praticamente o meso efeito da goma xantana, então vou tentar e depois digo se deu certo…. vcs ja tentaram com agar-agar? Bjs e muito obrigada por compartilhar esta receita…

    Curtir

  23. Olá, parabéns pela receita, gostaria de saber qual fermento vc usa nessa receita, pq na descrição diz fermento em pó, mas no vídeo parece fermento seco. Fiquei com dúvidas. Desde já agradeço.

    Curtir

  24. Puxa vida, estava tão empolgada com essa receita, as fotos do pão…fiz tudo certinho e ficou um horror. Não cresceu e dentro ficou liguento, mole…sei lá.
    Agora estou com uma multidão de “pão” estragado. 😢😢
    Letícia, o que será que saiu errado? Já aconteceu com você?

    Curtir

    • Kenia, isso pode acontecer quando há problema com a temperatura. As massas sem glúten são bem sensíveis, então se a temperatura não for precisa, elas podem desandar. Quando for deixar o pão crescer, o lugar deve ser bem abafado, quentinho. E depois ao assar, o forno deve estar em 250 graus e já preaquecido. Essa massa de pão é a mais gostosa, mas ela é mesmo sensível, varia inclusive com o clima do dia. Além disso, e o fator principal: será que você não esquentou demais a água? Os “bichos” que levedam o fermento biológico não sobrevivem a altas temperaturas, por isso a água tem de ser morninha. Talvez por isso o fermento não teve o efeito desejado e ficado molenga por dentro.
      De qualquer forma, não jogue o pão fora, corte ele e torre-o, depois bata no liquidificador e terás farinha de rosca. 😉
      Beijão

      Curtir

  25. Olá, acabei de fazer o pão.. ele ficou bem gostoso mas grudou MUITO na forma…
    Eu untei com gordura vegetal, não sei se foi isso.

    obrigada

    Curtir

  26. fiz tudo nos conformes. atentei para temperatura (água e forno), tempo, tudo. resultado: ficou delicioso! no vídeo, percebi que a textura da massa que vc faz é um pouco mais fina que a minha. vou acrescentar um tantinho a mais de água na próxima vez (a água é a única medida da receita que varia).

    fiz meia receita e deu supercerto. desenformei inteiro, nem sujou a fôrma. lembra pão italiano!

    vou mandar as fotos que eu fiz por e-mail. 🙂

    obrigada por compartilhar!

    marceli

    Curtir

    • Eba, ficamos felizes em saber que você testou e aprovou nossa receita. Esse pão é o meu favorito, fica com a casquinha bem crocante, lembra mesmo pão italiano. Isso, pode nos mandar as fotos por e-mail!! Beijão

      Curtir

  27. Leticia, gostaria de saber do pão sem glúten depois de assado preciso guardar no freezer ou não? Pois o pão industrializado é preciso deixar no freezer né
    Grata

    Curtir

    • Olá! Se você demorar a consumir, pode congelar sim, pois ele estraga rápido (dura uns 5 dias fora de geladeira). Pode mantê-lo em geladeira também. Mas em ambos ele resseca um pouco, porém basta aquecê-lo antes de consumir para que ele volte a ficar fofinho e macio como novo. Abraços

      Curtir

  28. Olá! Adorei a receita,realmente é bem sensível mesmo a massa. Olha só…como o seu pão fica assim douradinho? O meu ficou bem branco. Mas estava assado por dentro. Quanto ao armazenamento quabtos dias fora da geladeira? E na geladeira?
    Aaa por cima o pão ficou rachadinho também e com a casca,mesmo branca,bem dura.

    Curtir

    • Olá! Se você usar o dourador do forno elétrico ele fica assim com a casquinha dourada. A casquinha é mais crocante mesmo, lembra até pão francês. Na geladeira dura cerca de uma semana. Fora dura uns 3 a 5 dias, depende do clima. Beijos

      Curtir

  29. Olá pessoal, quero agradecer pela receita, pão muito bom realmente lembra muito o gosto do pão francês. Testei esse fim de semana, como não vi o vídeo com a receita, deixei a massa bem mais dura, sovei com as mãos, e não usei batedeira, coloquei só as 4 xícaras de água. Resultado: ficou muito bom, como fiz numa forma redonda ficou parecendo e com a mesma consistência do pão italiano, mas com o sabor do pão francês. Adorei . Próxima vez, vou deixar a massa mais mole pra comparar e fazer só metade da
    receita ou usar restante para fazer farinha de rosca que deve ficar muito bom.
    Parabéns e muito obrigada, por divulgar a receita.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s