Rissoles de carne

061b

Oi, gente! Bora começar a semana com uma receita maravideusa: rissoles de carne! Isso mesmo, festa que é festa precisa de salgadinho, e os intolerantes também merecem uma festa compleeeeta, com tudo que temos direito! Esses rissoles são sem glúten, sem lactose, sem ovo e sem soja. Além disso, são assados, deliciosamente crocantes e saudáveis. 🙂

Ingredientes

½ litro de caldo de carne (retirado do cozimento da carne)065b
½ colher (sopa) de manteiga ghee
250 g de inhame cozido e amassado (você deve pesar a quantidade depois de cozinhar e amassar)
225 g de farinha de arroz

Fubá fino para empanar (ou farinha de linhaça dourada)

*Não adicionamos sal à massa porque o caldo de carne já estava salgado. Além disso, o recheio também já continha sal. Mas, se você quiser, pode adicionar mais sal a gosto.

Modo de fazer

Em uma panela, junte o caldo de carne, a manteiga ghe e o inhame e deixe ferver essa mistura. Após ferver, adicione a farinha de arroz aos poucos, mexendo sempre até desgrudar do fundo da panela. Desligue o fogo e deixe esfriar bem para conseguir modelar seus rissoles. Abra a massa entre plásticos (evita quebrar) com um rolo de macarrão. Usamos um pires redondo para cortar e medir o tamanho (assim todos os rissoles ficam iguais), recheamos com uma porção de carne, fechamos no meio e apertamos bem as pontas, para não abrir (veja esse passo a passo no vídeo a seguir). Passamos cada rissole no fubá fino (caso não esteja grudando, umedeça o rissole com um pouco de água) e levamos a assar em forma forrada com papel-manteiga e untada (para garantir bem que não vá grudar nadinha) em forno preaquecido a 180 ˚C por cerca de 20-30 min.

Recheio: cerca de 200 g de carne moída, que refogamos com 1 cebola, 1 tomate; temperamos com salsinha, cebolinha, pimenta moída e sal a gosto. Enquanto estiver cozinhando, retire 1/2 litro da água do cozimento dessa carne. Depois de retirar o caldo da carne, deixe secar bem. Reserve.

Rendimento: 20 rissoles

No vídeo a seguir vocês podem conferir a receita completa e o passo a passo detalhado:

Fica bom demais, genteeee! Nós optamos por assar, mas você pode fritar ou utilizar a air fryer, também funciona e fica ótimo.

058b

Se quiser congelá-los, faça com os rissoles crus; depois é só descongelar e assar/fritar. Duram cerca de 3 meses congelados.

E para a festa completa, temos mais outras receitas de salgadinhos (só clicar em cada um para conferir as receitas):
Coxinha
Pastel frito de carne
Pastel assado de frango 
Rissoles de fubá/angu
Quibe frito
Empadinha de frango

Esperamos que tenham gostado de mais essa receita e até a próxima!

Beijos, Letícia e Regina

Anúncios

Torta de banana com chocolate

040b

Oi, pessoal! Receita maravideusa no ar: torta de banana com chocolate! Uma delícia totalmente sem glúten, sem lactose, sem ovo e sem soja. Se você quiser torná-la vegana, pode substituir a manteiga ghee pro creme vegetal e, voilà, uma sobremesa veggie saborosíssima! 🙂 Essa torta fica uma explosão de sabores, gente. A casquinha crocante, o recheio macio e docinho e a cobertura de “ganache” de chocolate para fechar com chave de ouro. Confiram só:

Ingredientes massa

¾ xícara de açúcar demerara
1 “ovo” de linhaça (substituto do ovo de galinha – receita aqui)
2 colheres (sopa) cheias de manteiga ghee
1 e ½ xícara de farinha de arroz
1 xícara de farinha de aveia sem glúten (se não tiver, é só triturar bem a aveia em flocos até virar farinha)
3 colheres (sopa) de água gelada
1 colher (chá) de fermento químico

Modo de fazer massa

Misture inicialmente o “ovo” de linhaça, o açúcar e a manteiga ghee. Assim que obtiver um creme homogêneo, adicione o restante dos ingredientes e mexa muito bem. Envolva a massa em plástico-filme e leve à geladeira por 30 minutos. Em seguida, molde a massa em uma fôrma de fundo removível (usamos uma de 26 cm de diâmetro) e reserve.

Ingredientes recheio035b

1 xícara de açúcar demerara
½ xícara de água
3 bananas-nanincas picadas (equivalente a 2 xícaras de bananas picadas)
1 colher (chá) de canela

Modo de fazer recheio

O primeiro passo é caramelizar o açúcar. Para isso, leve o açúcar ao fogo baixo em uma panela, mexendo sempre, até obter ponto de caramelo (veja no vídeo a seguir como fica). Acrescente a água, a canela e a banana e deixe cozinhar até desmanchar a banana. Despeje o recheio na torta e leve a assar em forno a 200 ˚C por cerca de 20 minutos.

Cobertura

200 g de chocolate 85% cacau sem glúten e lactose
¾ de caixa de creme de leite de soja

Derreta o chocolate e misture o creme de leite de soja. Depois, cubra a torta e a leve à geladeira por pelo menos 6 h. Sirva gelada.

No vídeo vocês podem conferir com mais detalhes todo o processo dessa torta:

Ah, eu testei congelar a torta e dá super certo. Confesso que mal conseguia esperar descongelar para comer, porque ficou DELICIOSA. Geladinha, nesse calorão que tem feito, fica ainda mais gostosa.

044b

Esperamos que tenham gostado de mais essa receita e até a próxima!

Beijos, Letícia e Regina

Bolacha recheada tipo Prestígio

041b

Parou o mundo com a melhor bolacha (ou biscoito, se você preferir hahaha) da vida: bolacha recheada tipo Prestígio! SIIIIIIIIM, nós fizemos uma bolacha recheada sem glúten, lactose, ovo, soja, com opção vegana e ainda saudável de verdade. Uma bolacha recheada que não é entupida de açúcar refinado, sem porcarias industrializadas e nada daquela gordura vegetal hidrogenada. Você e sua família podem consumir essa bolacha sem medo de ser feliz!!! 🙂

Ingredientes

½ xícara de açúcar demerara
2 colheres (sopa) de manteiga ghee (veganos, substituam por creme vegetal)038b
½ xícara de leite vegetal (usamos leite de arroz – receita aqui)
¼ de xícara de cacau em pó 100%
½ xícara de farinha de amêndoas
½ xícara de polvilho doce
1 e ½ xícara de farinha de arroz
½ colher (sobremesa) de fermento

Recheio

½ xícara de açúcar de confeiteiro
1/3 xícara + 1 colher de sopa de manteiga de coco (receita aqui)

Basta misturar muito bem e deixar em geladeira por 10 a 20 minutos antes de rechear as bolachas.

Modo de fazer

Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea. Enrole em plástico-filme e leve à geladeira por 30 minutos. Abra uma porção da massa entre plásticos (evita de ressecar), corte quadrados e leve a assar em uma fôrma forrada com papel-manteiga e untada em forno preaquecido a 180-200 ˚C por cerca de 20 minutos. Espere esfriar, recheie e pronto!

Rendimento: cerca de 15 bolachas recheadas.

No vídeo a seguir você pode conferir com mais detalhes todo o passo a passo da receita:

Sensacional, né genteeee? Ficou gostosa demais! E o recheio ficou muito bom, a consistência perfeita, e o sabor de coco ficou bem suave. A mistura da manteiga de coco com o açúcar de confeiteiro deixou o sabor mais suavizado, uma delícia! Mas, claro, se você não gostar de coco, pode usar essa bolacha como base e rechear com o que preferir ou até comer pura mesmo. 😉

039b

Para conservá-la, guarde em um recipiente bem vedado longe de calor e umidade. Ela dura cerca de uma semana (mas aqui em casa não durou dois dias, tive de esconder umas! kkkk 😛 ).

Esperamos que tenham gostado dessa receita e até a próxima!

Beijos, Letícia e Regina

Manteiga de coco caseira

como-fazer-manteiga-de-coco-3b

Oi, gente! Receita novinha em folha no blog, e, além de ser sem glúten e lactose, ainda é muito saudável, deliciosa e vegana: Manteiga de coco! Eu digo que é a prima da manteiga de amendoim, porque é igualzinha para preparar, o passo a passo é o mesmo, e você só precisa de coco e um processador. Vamos já para a receita e depois passo as informações importantes. 😉

Ingredientes

300 g de coco ralado seco/desidratado (usei este aqui, da Sococo)

Modo de fazer

Disponha o coco ralado em um processador de alimentos e processe até obter consistência mais líquida (como a pasta de amendoim). Você vai batendo e parando para mexer, tirar das bordas e deixar o processador dar uma “descansada”, se bater direto é capaz de queimá-lo, então cuidado. O processo demora cerca de 40-50 minutos (esse é o tempo no meu processador, que não é dos melhores, se você tiver um processador potente vai levar metade do tempo). Prontinho!

No vídeo a seguir mostramos o passo a passo e a consistência da manteiga de coco:

É muito fácil de fazer, né gente? Só precisa de um pouquinho de paciência. 😉 Seguem algumas receitas deliciosas que fizemos utilizando manteiga de coco:

011b

Importante:

 Dá certo apenas com o coco ralado seco/desidratado; ele não pode ser úmido, adoçado e nem desengordurado, muita atenção na hora de comprar porque as embalagens são quase iguais.

Nunca fiz com coco in natura, sempre utilizo os já prontos; não sei dizer o processo exatamente para fazer com a fruta, mas você terá de ralar o coco e secá-lo para depois processar e transformar em manteiga.

 Você conserva exatamente como pasta de amendoim, não precisa conservar em geladeira. Eu guardo em um pote de vidro bem vedado longe de calor e umidade. Já ficou 1 mês em perfeito estado. Quando acho que vou demorar demais para comer acabo colocando na geladeira, aí pode deixar meses.

Na geladeira ou em dias muito frios sua manteiga ira solidificar. Mas não tem problema, basta aquecê-la em banho-maria (ou até no micro-ondas) que ela volta a ficar líquida.

Esperamos que tenham gostado dessa receita e até a próxima!

Beijos, Letícia e Regina

Pão tipo Sírio – Flatbread

067b

Oiii, gente! Receita nova e superbacana no ar: pãozinho tipo Sírio/Árabe, o famoso flatbread dos gringos, só que numa versão sem glúten, leite, ovos, soja e fermento biológico!!! 100% própria para os intolerantes, uebaaaa! 🙂 Além disso, é vegano e muuuuuito saudável. Leva pouquíssimos ingredientes e é fácil demais de fazer. Confere só:

Ingredientes 069b

2 xícaras de farinha de aveia sem glúten*
1 e ½ xícaras de leite vegetal (usamos leite de arroz – receita aqui)
Sal a gosto (usamos 1 colher de chá, ficou bem suave)
1 colher (chá) cheia de fermento químico

Modo de fazer

Em um bowl, junte todos os ingredientes e misture bem até obter uma massa homogênea. Espalhe em uma frigideira untada e leve a cozinhar em fogo baixo até dourar dos dois lados.

*Se você não encontrar farinha de aveia sem glúten, basta triturar no liquidificador a aveia sem glúten até que ela vire farinha. 😉

Gravamos essa receita em vídeo mostrando o passo a passo detalhado:

Essa receita rende 4 pães tipo Sírio.

Você pode armazenar em geladeira por até 5 dias ou congelar (eu congelei em saquinhos plásticos próprios para freezer); na hora de consumir basta aquecer seu pãozinho em uma frigideira que ele volta a ficar delicioso, macio e fofinho como novo.

071b

E, claro, se você puder consumir glúten, pode fazer com aveia comum. Seu pão Sírio, além de muuuuito prático, vai ficar super baratinho. Fica a dica, hein! 🙂

Esperamos que tenham gostado de mais essa receita e até a próxima!

Beijos, Letícia e Regina

Onde comer – Mac Fit

img_9815b

Oi, gente! Hoje viemos com mais um post da série Onde comer. Fazia tempo que não trazíamos uma dica dessas, né? O lugar de hoje é 100% voltado aos intolerantes e alérgicos, chama-se Mac Fit. Estava em Balneário Camboriú (Santa Catarina) e encontrei o local sem querer, acabei passando em frente e vi que tudo era sem glúten, lactose, soja e com uma pegada funcional, saudável, fit. A ideia deles foi justamente criar um fast food saudável de verdade. Resolvi jantar ali para experimentar e conto tudin para vocês.

O local abriu há pouco tempo (em dezembro de 2016), mas já está fazendo o maior sucesso. O ambiente é muito legal, amplo, espaçoso e tudo faz remeter aos fast foods que conhecemos. No cardápio há opções de hambúrguer de carne, frango orgânico, salmão e vegetariano. As batatas são assadas (nada de fritura por lá); não há refrigerante, e sim sucos naturais (deliciosos!) e sem açúcar. Há ainda opções de saladas variadas, uma inclusive com nuggets funcionais, assados, empanados com gergelim e quinoa (na próxima quero muito experimentar). E, claro, fast food de verdade deve ter milkshake e sundae! Os milkshakes são de chocolate, morango ou açaí e tem também o sundae de chocolate (com pasta de amendoim e cookies, nhami) – tudin sem glúten e lactose, os sorvetes são sorbets à base de água, deliciosos!!!img_9821b

Vamos aos escolhidos! Eu optei pelo hambúrguer de frango orgânico, que estava delicioso! Tive de tirar o queijo de búfala e a maionese funcional de parmesão por causa das minhas alergias. Acabei não me ligando na hora, mas podia ter pedido ketchup funcional. O pão é sem glúten e leite, leva poucos ingredientes, mas contém ovo (como posso consumir de vez em quando, tudo ok, mas se você for alérgico não rola). As batatas eram boas, o sabor era gostoso, mas estavam um pouco amolecidas. Quanto ao suco, que é bem grandão, estava ótimo. Pedi o de frutas vermelhas e nele tem gengibre e beterraba, além das frutas vermelhas. Todos os sucos são funcionais, o de laranja, por exemplo, tem também cenoura, linhaça etc., bem bacana!

Quanto aos preços, a gente já sabe que vão ser mais caros que o normal, mas achei bem razoáveis. Eu pedi o combo hambúrguer de frango + batata + suco e saiu R$35,00. O suco é enoooorme, a batata é muito bem servida e o hambúrguer tem tamanho padrão. Mas você pode pedir o hambúrguer sozinho, aí sairia R$25,00.

Para finalizar, escolhi o sundae de chocolate. BOM DEMAIS!!!! Eles usam um sorbet de chocolate sem leite, pasta de amendoim integral e cookies de chocolate sem glúten e lactose. É muitíssimo bem servido, vem bastante sorvete. E sai muito mais barato que os sorbets em gelaterias. Pagamos R$12,00 no sundae enorme, e geralmente pago esse valor nas gelaterias por um potinho pequeno, com pouco sorbet.

img_9830b

Resumindo: adorei o local, o atendimento foi excelente (quando questionei se havia ovo no pão a atendente foi muito atenciosa e leu a lista com os ingredientes para mim), a ideia é incrível e acho que vale muito a pena conhecer. Quero muito voltar para experimentar a salada com nuggets, os milkshakes e outros hambúrgueres.

img_9810b

Mac Fit
Avenida Brasil, esquina com a rua 2700
Balneário Camboriú
Página no Instagram