Onde comer: Alameda Gourmet

Oi, gente! Iniciando uma “TAG” nova aqui no blog: Onde comer. Recebo muitos e-mails de pessoas me pedindo dicas de restaurantes com opções para intolerantes aqui em Floripa, então resolvi criar essa nova categoria de post, em que irei compartilhar minhas dicas de locais bacanas para os amigos intolerantes irem sem medo. 🙂

10940423_919681911399469_2129871380881456210_n

E o nosso estreante será o Alameda Gourmet, que simplesmente me encantou. Estive lá nesse último final de semana com a família e nos deliciamos com muitos pratos saborosos. O bistrô, que fica no centrinho de Jurerê Nacional, tem um clima aconchegante e receptivo, o pessoal é extremamente educado, solícito e leva a sério quando você diz que tem intolerância/alergia alimentar – o que me deixou ainda mais feliz, pois já cansei de ir a locais em que pensam que isso é frescura e não tiram os ingredientes que você pede do prato escolhido! Eles fizeram questão de saber se eu era alérgica a algum item, pois na cozinha pode haver contaminação cruzada, por exemplo, do glúten. Nota 10 pela atenção e preocupação!!!

No cardápio já há opções sem glúten e sem lactose (como os crepes), mas você também pode fazer alterações nos pratos para deixá-lo de acordo com as suas intolerâncias. Inclusive, pode conversar com o próprio Chef do local, que é muito atencioso e te ajuda com dicas e opções bem legais para que você monte algo especial dentre as opções do menu.

Agora vamos aos pratos… Como fui com a família, e eles não são intolerantes, alguns pratos contêm glúten e/ou lactose, mas vou compartilhar com vocês porque sei que há muitos por aqui que são apenas intolerantes a glúten ou a leite, então vão poder aproveitar.

Começamos com uma entradinha de tomate brunoise com manjericão. Acompanhando, pão rústico sem lactose (que é feito lá mesmo, fresquinho). Teve também uma porção de fritas com filé mignon, combinação clássica maravilhosa sem glúten nem lactose (mas me esqueci de fotografar).

FullSizeRenderb

De pratos principais, fomos de Risotto de camarão, delicioso (peça sem lactose):

FullSizeRender[4]b

Crepe a La Re Waltrick (filé mignon, molho de tomate e manjericão), opção sem glúten e sem lactose incrível:

FullSizeRender[1]b

Meu irmão foi de espaguete com frutos do mar (sem lactose, mas tem glúten), apenas maravilhoso:

FullSizeRender[2]b

O marido pediu o Crepe à moda do Nordeste, recheado com carne seca, catupiry e creme de aipim. Você pode pedir sem lactose, mas ele pediu com, então preparam-se para a pouca vergonha do catupiry deuso na foto (os intolerantes piram hahaha 😀 ):

FullSizeRender[3]b

Eu não consegui comer mais nada… Mas o pessoal pediu sobremesa, que você também consegue adaptar às suas intolerâncias. As escolhas foram torta de maçã (com glúten), banana caribenha e banana assada (na casca), ambos acompanham uma bola de sorvete, mas você pode pedir sem e se deliciar nas sobremesas sem glúten e lactose.

Todos os pratos são MUITO bem servidos e os preços são excelentes e justos, combinação perfeita!

Há tantas outras opções no cardápio, como entradas, petiscos, saladas, escondidinhos (que servem duas pessoas), risottos, massas, crepes (doces e salgados), etc. A conclusão foi: precisamos voltar lá! Na próxima ida, focarei nos crepes sem glúten e lactose, que merecem destaque de tão lindos e saborosos!!!

Alameda Gourmet
Rua Alameda César Nascimento, 322 – Jurerê
Florianópolis/SC
Fone: (48)3012-1044
Página no facebook

Anúncios

Pãozinho de ervas finas

image2b Oi, gente linda! Hoje vamos ensiná-los a preparar um pãozinho DE-LI-CI-O-SO!!! Eu sou a maior fã de pão, acho que é o que mais me faz falta nesse mundo intolerante. Dentre as minhas intolerâncias estão leite, glúten, ovo e fermento químico… impossível fazer pão sem esses ingredientes, certo? ERRADO! O SOS Intolerante coloca a mão na massa e, com muita criatividade da mãe da intolerante, saiu o pãozinho de ervas finas. Hmmmm, bom demais, beeem fofinho! A única diferença é que, como vocês podem ver nas fotos, esses pãezinhos não crescem muito, afinal não têm fermento biológico. Mas é tão delicioso que comemos até puro, saboroso demais! É perfeito para servir de entrada com patês (receitas de patês: de abobrinha, de ervilha e maionese). Anotem essa receitinha!

Ingredientes

1 xícara de farinha de arroz
1 xícara de farinha de arroz integralimage5b
½ xícara de farinha de grão-de-bico
½ xícara de polvilho doce
½ xícara de fécula de batata
1 colher (chá) de sal rosa
½ colher (chá) de açúcar
½ colher (chá) de goma xantana
1 ½ xícara de leite de arroz (receita aqui)
3 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
1 colher (sobremesa) de ervas finas
1 colher (sopa) de fermento químico
2 ovos de linhaça (Receita aqui)

Modo de fazer

Em uma bacia, misture todos os ingredientes. Amasse bem até formar uma massa homogênea. Molde os pães no formato que desejar (nós fizemos minipães arredondados) e leve-os a assar em forno preaquecido a 200 °C por 30 minutos. Prontinho, pães deliciosos e fofinhos para saborear!

Rendimento: 13 pãezinhos

Muito fácil de fazer, né gente? Só juntar todo e está pronto, moleza demais. Receita rápida, prática e gostosa! Os intolerantes amam!!! 🙂

Beijos, Letícia e Regina

Gelado de abacaxi

075b

A receita de hoje é uma ideia deliciosa de sobremesa. Já entramos na primavera, os dias estão bem mais quentes, nada como uma sobremesa geladinha para o final de semana. Além disso, é muuuuito prática e rápida de fazer, sem perda de tempo!

Ingredientes083b

2 caixas de gelatina de abacaxi

3 colheres (sopa) bem cheias de leite condensado de soja

1 lata de abacaxi em calda

Modo de fazer

Prepare as gelatinas de abacaxi com metade da quantidade de água indicada na embalagem. No liquidificador, bata primeiro a calda do abacaxi em calda com o leite condensado de soja. Em seguida, com o liquidificador ligado, acrescente a gelatina de abacaxi. Pique os abacaxis em calda em pedaços pequenos e disponha no refratário em que irá servir a sobremesa, por cima acrescente a mistura do liquidificador e, com o auxílio de uma colher, misture o abacaxi picado com o líquido. Leve à geladeira por cerca de 6 h até que fique na consistência desejada. Você pode também colocar no freezer para que adquira consistência de sorvete, fica uma delícia.

Confira como preparamos essa receita no vídeo abaixo:

084b

Beijos, Letícia e Regina

Bife de hambúrguer de carne

001b

Quem não gosta de hambúrguer? É uma delícia!!! Por isso criamos uma versão sem glúten, sem lactose e sem ovo de bife de hambúrguer de carne que é possível congelar. É no estilo desses bifes de hambúrguer (bem ruizinhos, diga-se de passagem) que se compra congelado no supermercado, só que na versão gostosa e sem alergias. Eu adoro esses hambúrgueres, sempre asso no forno e como nas refeições (sem o pão mesmo), é muito prático. Quando a correria (ou a preguiça…) bater, basta colocar no forno e comer com uma salada ou outro acompanhamento. Eu, (ex-)amante de junk food, sou suspeita para falar, mas fica uma delícia com pão (veja receita aqui), hamburgão completo!

Ingredientes006b

250g de carne moída (usamos coxão mole, mas pode-se usar patinho ou outra de sua preferência)

½ cebola ralada

½ xícara de farinha de rosca sem glúten embebida por 15 minutos em ½ xícara de leite de arroz

1 “ovo” de linhaça

½ colher (sobremesa) de sal

1 colher (sopa) de salsinha e cebolinha

1 colher (chá) bem cheia de fermento para bolo

Modo de fazer

Misture a carne, a cebola, a farinha de rosca, o “ovo” de linhaça, o sal e o tempero verde. Por último, acrescente o fermento e misture bem com as mãos. Com auxílio de uma colher, molde os hambúrgueres do tamanho que você preferir e passe-os na farinha de rosca sem glúten. Eles estão prontos para assar/fritar ou congelar. Só isso, muito fácil!

Rendimento: 7 hambúrgueres médios.

No vídeo você pode conferir detalhadamente o passo a passo dessa receita.

Temos também um vídeo mais antigo (da época pré-intolerância) em que meu irmão gravou a receita do hambúrguer de carne que ele faz. Esse é o típico hambúrguer gourmet, uma maravilha!!! A carne é sem glúten/lactose/ovo, mas no vídeo tem pão com glúten e queijo, de qualquer forma vale a pena conferir. Eu sempre levo meu pão e deixo sem queijo quando pedimos para ele preparar esse hambúrguer divo.